Bateria

Virada combinando six-stroke roll e tercina

By on 30 de junho de 2016

Olá!
Neste post eu gostaria de apresentar uma frase que usei no meu solo presente na música “Funkadélia”, presente no CD Só Vale Se Tocar da revista Modern Drummer Brasil (2009). Esta frase é o seguinte: combinei basicamente o rudimento six stroke roll (MD ME ME MD MD ME) com uma tercina (MD ME BUMBO). Isso dá um total de 9 toques seguidos. Vamos ver a frase sozinha, em um 3 por 8:

six-stroke roll and triplet

Agora a mesma frase escrita dentro de um 4 por 4, com o surdo no contratempo do tempo 2 (que seria o começo do ciclo).

frasde 9 toques - uma vez

Podemos juntar a frase também, tocando-a de forma seguida (as barras indicam o começo e o fim da frase):

frasde 9 toques - 4 por 4
Uso a “Funkadélia” como tema de abertura de meus vídeos aqui, e esta parte do solo aparece pouco antes do fade-out! Repare! Mas escute a música inteira também!
No vídeo explicativo toquei a frase de forma isolada, depois a combinei e também demonstrei lentamente para uma melhor compreensão! Depois incluí a frase em um contexto de groove. Experimente orquestrando por diversos tambores. O efeito fica bem bacana! Qualquer dúvida me escreva no vlad.rocha@moderndrummer.com.br! E mais uma vez obrigado a Christiano Rocha por ceder sua sala lá no IBVF para minhas filmagens!

TAGS
RELATED POSTS
1 Comment
  1. Responder

    Charlim

    30 de junho de 2016

    Muito legal! Gostei demais… quem sabe sabe e “profissa” é “profissa” hehehehe

    Parabéns 🙂

LEAVE A COMMENT

Vlad Rocha
São Paulo/SP - Vila Mariana

Vlad Rocha é baterista profissional há 20 anos. Já estudou com músicos renomados no cenário (os bateristas Alaor Neves, Christiano Rocha e a percussionista sinfônica Elizabeth Del Grande, entre outros) e já tocou/gravou com Ludov, Cuelho de Alice (projeto paralelo de Paulo de Carvalho das Velhas Virgens), Peninha, Faiska, Michel Leme, Adriana Godoy, Cláudio Machado, Luciana Pires, Danny Calixto, Gil Duarte, Vivi Keller, Marcos Davi, Grupo de Percussão da Escola Municipal de Música de São Paulo, entre outros. Gravou trilhas sonoras para as emissoras de televisão Rede Globo, Record, SBT e Bandeirantes. Foi bolsista do Festival de Inverno de Campos do Jordão em 1998, e em 2013 realizou uma turnê de workshops na Europa junto com o baterista Christiano Rocha. Foi editor, consultor técnico e colunista da revista Modern Drummer Brasil entre 2005 e 2017, onde efetuou testes de equipamentos, desenvolveu colunas de estudo voltadas a todos os níveis de experiência, realizou entrevistas com grandes nomes da bateria brasileira e mundial (Neil Peart, Simon Phillips, Carlos Bala, Edu Ribeiro, Zé Eduardo Nazario, Serginho Herval, Dave Lombardo entre muitos outros), entre outras funções. Já lecionou na Academia de Música Granja Viana, Escola Sons, Escola Musicamania e Bateras Beat Vila Mariana, além de dar aulas particulares em São Paulo.